Cooperativa Rizícola Pitangueiras Ltda

Capivari do Sul, 22/04/2024
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
Notícias

Preços globais do arroz estão sob pressão baixista

por | ago 10, 2021 | Destaque, Notícias | 0 Comentários

Em julho, os preços mundiais do arroz caíram significativamente, diminuindo ainda mais as diferenças entre as origens. O diferencial de preço entre o arroz indiano e o de seus principais concorrentes asiáticos é o mais baixo desde dezembro de 2019. A demanda global continua relativamente fraca e os custos crescentes do frete marítimo pressionam os exportadores a reduzir seus preços. Além disso, os preços asiáticos tendem a cair entre junho e agosto com a chegada da segunda safra ao mercado.

Por outro lado, a desvalorização das moedas locais em relação ao dólar, especialmente na Índia e na Tailândia, contribui para a queda dos preços de exportação. A tendência baixista deve continuar nos próximos meses devido ao aumento significativo da oferta de exportação como resultado das boas colheitas nas principais regiões produtoras de arroz da Ásia. Ao mesmo tempo, espera-se que a demanda mundial se recupere nos próximos meses. Estima-se que o comércio mundial crescerá 6% em 2021, para 48,2 milhões de toneladas, em grande parte devido à forte demanda da África. 

Na Índia, os preços do arroz caíram 1% em julho, principalmente devido à nova desvalorização da rupia em relação ao dólar. A segunda safra (Rabi) foi concluída e os suprimentos devem ser abundantes após um aumento de 36% nas precipitações em comparação com a média de dez anos. As exportações continuam progredindo bem e podem ultrapassar 16 milhões de toneladas em 2021, superando em 10% o recorde anterior de 2020. Em julho, o arroz indiano 5% quebrado esteve cotado a US$ 385,00 por tonelada FOB contra US$ 390,00 por tonelada em junho. O arroz indiano 25% também caiu de US$ 361,00 por tonelada para US$ 358,00 por tonelada. Neste início de agosto, os preços registram uma tendência levemente baixista. 

Na Tailândia, os preços caíram 7% em julho. Desde o início do ano, os preços recuaram 20%. A chegada da segunda safra está pesando nos preços de exportação. Além disso, o bath continua fraco em relação ao dólar, perdendo 4% em um mês. O mercado externo permanece estável, atingindo 395.000 toneladas exportadas contra 390.000 toneladas em junho. As exportações ainda estão 20% abaixo do mesmo período do ano passado. As metas de exportação de 6 milhões de toneladas em 2021 parecem difíceis de alcançar. Para isso, a Tailândia teria que exportar uma média mensal de 500.000 toneladas. Em julho, o preço do arroz Thai 100%B atingiu US$ 414,00 por tonelada contra US$ 445,00 por tonelada em junho. O arroz parboilizado também caiu para US$ 414,00 por tonelada contra US$ 445,00 por tonelada anteriormente. O arroz quebrado A1 Super caiu para US$ 365,00 por tonelada contra US$ 384,00 por tonelada. Neste início de agosto, os preços continuam recuando devido à fraca demanda, caindo para US$ 394,00 a tonelada FOB do produto 100%B. 

No Vietnã, os preços de exportação caíram significativamente 14% em julho, sofrendo a maior queda desde setembro de 2019. O Vietnã procura reduzir sua diferença de preços com a Índia e a Tailândia, seus dois principais concorrentes, para impulsionar suas exportações, particularmente para o Sudeste Asiático. As exportações avançaram de 447.000 toneladas em junho para 490.000 toneladas em julho, mas ainda estão 10% menores em relação ao mesmo período do ano passado. Em julho, o Viet 5% esteve cotado a US$ 409,00 por tonelada contra US$ 475,00 por tonelada em junho. O Viet 25% foi negociado a US$ 393,00 por tonelada contra US$ 459,00 por tonelada anteriormente. Neste início de agosto, os preços se mantêm enfraquecidos.

No Paquistão, os preços do arroz caíram acentuadamente 8% em julho, aproximando-se dos preços indianos. As perspectivas de suprimento são boas graças ao aumento de 1,5% na produção em relação ao nível recorde de 2020. Entretanto, as exportações ainda continuam 12% abaixo de 2020 no mesmo período. Em julho, o Pak 25% foi negociado a US$ 339,00 por tonelada contra US$ 369,00 por tonelada em junho. Neste início de agosto, os preços se mantêm baixos.

Nos Estados Unidos, os preços do arroz caíram 3,5% no mês de julho, em um mercado bastante ativo. Em julho, as exportações atingiram 285.000 toneladas contra 245.000 toneladas em junho. As exportações avançaram 3% em comparação ao ano passado na mesma época. Em julho, o preço indicativo do arroz Long Grain 2/4 foi de US$ 595,00 por tonelada contra US$ 615,00 por tonelada em junho. Neste início de agosto, os preços se mantêm estáveis. Fonte: Informativo Mensal do Mercado Mundial de Arroz – CIRAD. 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Mural do Associado

Cotas Safra 2023/2024

Cota disponível para entrega de arroz junto a Cooperativa para a Safra 2023/2024.

Acesse sua conta na Cooperativa

Associados, oferecemos opções de consulta de saldos, extratos e controle da entrada de arroz na Cooperativa. Para acessar os dados exclusivos clique na opção: ÁREA RESTRITA (No Menu principal da Home do nosso site). Solicite sua senha junto a Cooperativa.

CORIPIL
  • LinkedIn CORIPIL
  • Instagram CORIPIL
  • Facebook CORIPIL
  • WhatsApp CORIPIL
CORIPIL

CORIPIL - COOPERATIVA RIZÍCOLA PITANGUEIRAS LTDA.
Av. Adrião Monteiro, 1466 - Capivari do Sul - RS - CEP 95.552-000
Fone: +55 (51) 3685-1177 - Cel.: +55 (51) 98151-7328
E-mail: coripil@coripil.com.br
CNPJ: 96.300.082/0001-69 - Insc. Est.: 433/0000058

SAC Coripil
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • WhatsApp