Cooperativa Rizícola Pitangueiras Ltda

Capivari do Sul, 22/04/2024
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
Notícias

Preços globais do arroz em alta com oferta restrita

por | set 18, 2020 | Destaque, Notícias | 0 Comentários

Em agosto, os preços mundiais do arroz subiram devido à redução da oferta. Os preços subiram especialmente no Vietnã e na Tailândia, onde as disponibilidades são mais escassas e estão sob pressão da demanda de importação de países do Sudeste Asiático e da África, que começa a se reativar. As necessidades de importação dos países africanos podem aumentar nas próximas semanas devido às inundações sem precedentes nas regiões ocidentais do continente. No início de setembro, os preços mundiais haviam subido em média 20% em relação ao início de janeiro. Na Ásia, as colheitas da 2ª safra foram afetadas pela seca, principalmente na Tailândia.

No Paquistão, a colheita principal, que começa em setembro, pode ser atrasada devido ao excesso de chuvas. Nos Estados Unidos, todas as regiões produtoras de arroz foram afetadas por más condições climáticas, que podem interferir nas colheitas atuais. No Mercosul, as ofertas serão reduzidas nos próximos seis meses. Os mercados estão monitorando de perto a evolução da oferta global, à medida que as principais colheitas no Hemisfério Norte começam, o que continuará ao longo do resto do ano. China e Índia, os dois maiores produtores mundiais, deverão aumentar sua produção graças à expansão da área de arroz e às melhores condições climáticas.

Na Índia, os preços do arroz enfraqueceram e permanecem os mais competitivos do mercado, atraindo o interesse de compradores, principalmente da África. Estes tendem a se desinteressar pelo arroz tailandês e vietnamita, cujos preços aumentaram consideravelmente. Os preços indianos estão se tornando a principal referência nos mercados asiáticos. As exportações mensais continuam em bom ritmo e podem aumentar 10% em 2020, atingindo 10,8 milhões de toneladas, ante 9,8 milhões de toneladas em 2019, confirmando assim seu primeiro lugar nas exportações mundiais. Em agosto, o arroz indiano quebrado 5% foi cotado a US$ 378,00 por tonelada FOB contra US$ 384,00 por tonelada em julho. No início de setembro, o preço se mantém em torno de US$ 375,00 por tonelada. O arroz indiano 25% caiu 3,5%, para US$ 350,00 por tonelada contra US$ 363,00 por tonelada anteriormente.

Na Tailândia, os preços de exportação aumentaram em média 5,5% devido aos problemas de abastecimento interno enfrentados pelos exportadores. A demanda dos países da África e da Ásia eleva os preços tailandeses e a falta de competitividade tem impacto nas vendas externas, que teriam diminuído 10% em relação a julho e 32% em relação a mesma época do ano passado. Em 2020, os exportadores tailandeses estimam um volume de vendas externas de 6,5 milhões de toneladas, o nível mais baixo dos últimos vinte anos. Em agosto, o preço do arroz tailandês 100% B ficou em US$ 490,00 por tonelada contra US$ 465,00 por tonelada em julho. O Thai parboilizado também subiu para US$ 488,00 por tonelada contra US$ 461,00 por tonelada anteriormente. O A1 quebrado Super permaneceu relativamente estável em US$ 413,00 por tonelada contra US$ 411,00 por tonelada em julho. No início de setembro, os preços tendem a cair devido à valorização do bath em relação ao dólar.

No Vietnã, os preços de exportação têm sido altamente voláteis. Após queda de 7,5% em julho, aumentaram em média 10% em agosto. A disponibilidade da safra de verão/outono está diminuindo e ofertas maiores só começarão a chegar no final do ano. A forte demanda das Filipinas é uma boa oportunidade para os exportadores do Vietnã. A estimativa é que as vendas externas tenham aumentado 30% em relação a julho, e agora mostram um recuo de apenas 2% em relação ao ano passado na mesma época. Em agosto, o Viet 5% marcou US$ 476,00 por tonelada contra US$ 431,00 por tonelada em julho. O Viet 25% subiu para US$ 456,00 por tonelada contra US$ 413,00 por tonelada anteriormente. No início de setembro, os preços estão recuando.

No Paquistão, os preços do arroz caíram 3,5% e continuam enfrentando forte concorrência da Índia, cujos preços são os mais competitivos do mercado. A nova colheita, que normalmente começa a chegar ao mercado durante o mês de setembro, mas pode sofrer atrasos devido ao mau tempo das últimas semanas. Em agosto, o Pak 25% era negociado a US$ 364,00 por tonelada contra US$ 374,00 por tonelada em julho. No início de setembro, a tendência é de alta.

Nos Estados Unidos, os preços de exportação caíram 4% em um mercado menos ativo. Os preços estão enfraquecendo com a chegada da nova safra. No entanto, as más condições climáticas, que afetaram todas as regiões produtoras de arroz, geram incertezas sobre os volumes e a qualidade do arroz beneficiado. Em agosto, as vendas externas recuaram novamente para 145.000 toneladas contra 155.000 toneladas em julho. O México continua a ser o seu principal cliente com 23% das exportações

estadunidenses, seguido do Japão (16%) e do Haiti (11%). O preço indicativo do arroz Long Grain 2/4 foi em média US$ 617,00 por tonelada contra US$ 645,00 por tonelada em julho. No início de setembro, a tendência é de alta. Fonte: Informativo Mensal do Mercado Mundial de Arroz – CIRAD. Adaptado por Cogo Inteligência em Agronegócio.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Mural do Associado

Cotas Safra 2023/2024

Cota disponível para entrega de arroz junto a Cooperativa para a Safra 2023/2024.

Acesse sua conta na Cooperativa

Associados, oferecemos opções de consulta de saldos, extratos e controle da entrada de arroz na Cooperativa. Para acessar os dados exclusivos clique na opção: ÁREA RESTRITA (No Menu principal da Home do nosso site). Solicite sua senha junto a Cooperativa.

CORIPIL
  • LinkedIn CORIPIL
  • Instagram CORIPIL
  • Facebook CORIPIL
  • WhatsApp CORIPIL
CORIPIL

CORIPIL - COOPERATIVA RIZÍCOLA PITANGUEIRAS LTDA.
Av. Adrião Monteiro, 1466 - Capivari do Sul - RS - CEP 95.552-000
Fone: +55 (51) 3685-1177 - Cel.: +55 (51) 98151-7328
E-mail: coripil@coripil.com.br
CNPJ: 96.300.082/0001-69 - Insc. Est.: 433/0000058

SAC Coripil
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • WhatsApp