Cooperativa Rizícola Pitangueiras Ltda

Capivari do Sul, 22/04/2024
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
Notícias

RS renova isenções à indústria arrozeira até 30 de abril de 2024

por | jan 3, 2023 | Destaque, Notícias | 0 Comentários

Logo após tomar posse, neste domingo, o governador Eduardo Leite assinou as primeiras medidas do seu segundo mandato à frente do Palácio Piratini. Ele sancionou os projetos que reorganizam a estrutura administrativa do Estado e publicou decretos que concedem incentivos a determinados setores da economia gaúcha.

 

Entre eles está um que assegura a manutenção das condições tributárias para a indústria de beneficiamento de arroz do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma renovação de norma que já vem sendo mantida há muitos anos. O decreto prorroga até 30 de abril de 2024 a redução de base de cálculo do ICMS nas saídas interestaduais de arroz beneficiado. O benefício é importante para a manutenção da competitividade do arroz gaúcho.

 

No entanto, em função do acordo nacional que manteve as regras tributárias vigentes em 2021 até 2032, a cadeia produtiva do arroz do Rio Grande do Sul tem afirmado que é preciso ajustar as normas e índices para que não exista uma verdadeira evasão de empresas gaúchas rumo ao Paraguai ou pra outros estados. “Enquanto o arroz do Mercosul entra com alíquota zero em alguns estados, o arroz gaúcho é tributado entre 4% e 7% de ICMS. Em alguns casos, a diferença tributária no produto final e no custo para a indústria gaúcha pode superar 10%”, reconhece o diretor executivo do Sindarroz/RS, Tiago Barata.

 

A solução, segundo ele, seria o governo estadual proceder uma adaptação – que é permitida pelo acordo tributário – na tributação do arroz ao modelo que atualmente é do Paraná, que reduziria para algo em torno de 1% a alíquota do ICMS. “Esse tema já foi levado à Secretaria da Fazenda, é do conhecimento do Estado e o ponto positivo é que se trata de um tema que já está debatido. Agora, precisamos que o governador tome providências neste sentido”, observa.

 

Segundo Barata, a equalização tributária seria compensada na arrecadação estadual pela manutenção dos níveis de empregos, investimentos e volume de negócios. “Mais competitivos, vendemos mais arroz. Vendendo mais arroz, geramos mais empregos, renda e investimentos na Metade Sul, o que é uma prioridade de qualquer governo”, enfatiza o dirigente. Até agora o Estado se mostra resistente à ideia. E o arroz gaúcho perde espaço em algumas regiões consumidoras para o produto do Mercosul. Fonte: (Por Cleiton Santos/ Revista Planeta Arroz).

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Mural do Associado

Cotas Safra 2023/2024

Cota disponível para entrega de arroz junto a Cooperativa para a Safra 2023/2024.

Acesse sua conta na Cooperativa

Associados, oferecemos opções de consulta de saldos, extratos e controle da entrada de arroz na Cooperativa. Para acessar os dados exclusivos clique na opção: ÁREA RESTRITA (No Menu principal da Home do nosso site). Solicite sua senha junto a Cooperativa.

CORIPIL
  • LinkedIn CORIPIL
  • Instagram CORIPIL
  • Facebook CORIPIL
  • WhatsApp CORIPIL
CORIPIL

CORIPIL - COOPERATIVA RIZÍCOLA PITANGUEIRAS LTDA.
Av. Adrião Monteiro, 1466 - Capivari do Sul - RS - CEP 95.552-000
Fone: +55 (51) 3685-1177 - Cel.: +55 (51) 98151-7328
E-mail: coripil@coripil.com.br
CNPJ: 96.300.082/0001-69 - Insc. Est.: 433/0000058

SAC Coripil
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • WhatsApp