Cooperativa Rizícola Pitangueiras Ltda

Capivari do Sul, 22/04/2024
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
  • LinkedIn
Notícias

Preços globais do arroz permanecem sustentados

por | jun 16, 2023 | Destaque, Notícias | 0 Comentários

Em maio, os preços mundiais do arroz subiram, em média, 3,6%. Os compradores da Ásia estão voltando ao mercado, especialmente a Indonésia, que esteve praticamente ausente do mercado de importação nos últimos quatro anos. Os maiores aumentos foram registrados no Paquistão e na Índia. Na Índia, os preços atingirem os níveis mais altos da última década, mas continuam competitivos em relação aos seus principais concorrentes asiáticos. O provável retorno do fenômeno climático El Niño, com a expectativa de um episódio particularmente severo em 2023, aumenta a apreensão sobre a produção de arroz, o que deve pressionar ainda mais os preços mundiais nos próximos meses e durante o primeiro semestre de 2024. Enquanto isso, a oferta exportável continua satisfatória, com exceção do Paquistão, devido à queda de 30% na produção em 2022. Além disso, espera-se que os três maiores exportadores do mundo (Índia, Tailândia e Vietnã), que respondem por 70% da oferta global, aumentem suas exportações em 2023.

Na Índia, os preços do arroz subiram em média 3% no último mês. No entanto, continuam sendo os mais competitivos do mercado. As colheitas Rabi estão avançando menos que o previsto, e a demanda de importação continua forte. As exportações nos primeiros cinco meses do ano totalizaram 9,3 milhões de toneladas, equivalentes a 2022 no mesmo período. Atualmente, os três principais compradores de arroz indiano não basmati são Benin, Senegal e Togo. Em maio, o arroz indiano 5% esteve cotado a US$ 458,00 por tonelada FOB, contra US$ 439,00,00 por tonelada em abril. O arroz 25% subiu para US$ 434,00 por tonelada contra US$ 425,00 por tonelada. No início de junho, os preços permanecem estáveis.

Na Tailândia, os preços subiram 2,5% em maio, estimulados pela forte demanda da Ásia. Os exportadores procuram se abastecer no mercado interno para cumprir contratos com seus clientes asiáticos e da África Ocidental e Austral. Nos primeiros cinco meses do ano, as exportações tailandesas totalizaram 3,3 milhões de toneladas, aumento de 20% em relação a 2022. Em 2023, as vendas externas podem atingir 8,5 milhões de toneladas. O preço do arroz Thai 100%B subiu para US$ 508,00 por tonelada em maio contra US$ 496,00 por tonelada em abril. O arroz parboilizado subiu para US$ 504,00 por tonelada contra US$ 491,00 por tonelada. O arroz quebrado A1 Super esteve cotado a US$ 432,00 por tonelada contra US$ 426,00 por tonelada. No início de junho, os preços permanecem firmes.

No Vietnã, os preços de exportação aumentaram 5% em maio, estimulados pela forte demanda da China e das Filipinas, seus principais mercados, bem como da Indonésia. É o nível de preço mais alto desde março de 2021. As exportações continuam progredindo, atingindo 3,9 milhões de toneladas nos primeiros cinco meses do ano, 40% a mais em relação a 2022. No entanto, para 2030, o Vietnã planeja reduzir suas exportações em 40% para se concentrar nas exportações de arroz de alta qualidade. O Viet 5% foi negociado a US$ 494,00 por tonelada em maio contra US$ 473,00 por tonelada em abril. O Viet 25% esteve cotado a US$ 477,00 por tonelada em maio contra US$ 454,00 por tonelada em abril. No início de junho, os preços permanecem firmes.

No Paquistão, os preços do arroz subiram 8% em maio. Nos últimos três meses, os preços aumentaram quase 20%. As disponibilidades exportáveis são baixas após o corte de 30% na produção de 2022. Atualmente, as exportações apontam um atraso de 10% e podem cair para 3,5 milhões de toneladas contra 4,5 milhões de toneladas em 2022. Em maio, o Pak 25% esteve cotado a US$ 502,00 por tonelada contra US$ 464,00 por tonelada em abril. No início de junho, os preços estão pressionados pela desvalorização da rúpia em relação ao dólar.

Nos Estados Unidos, os preços do arroz tiveram uma leve contração maio, mas permanecem firmes no início de junho. Em maio, as exportações atingiram 175.000 toneladas, contra 202.000 toneladas em abril, mas com um avanço de 4% em relação ao ano passado na mesma época. O Haiti é atualmente o principal mercado para o arroz dos Estados Unidos, com 20% das vendas externas, seguido pelo México, que agora responde por apenas 15% das exportações de arroz contra 25% em 2021. O preço indicativo do arroz Long Grain 2/4 caiu para US$ 729,00 por tonelada contra US$ 734,00 por tonelada em abril. Fonte: Informativo Mensal do Mercado Mundial de Arroz – CIRAD. 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Mural do Associado

Cotas Safra 2023/2024

Cota disponível para entrega de arroz junto a Cooperativa para a Safra 2023/2024.

Acesse sua conta na Cooperativa

Associados, oferecemos opções de consulta de saldos, extratos e controle da entrada de arroz na Cooperativa. Para acessar os dados exclusivos clique na opção: ÁREA RESTRITA (No Menu principal da Home do nosso site). Solicite sua senha junto a Cooperativa.

CORIPIL
  • LinkedIn CORIPIL
  • Instagram CORIPIL
  • Facebook CORIPIL
  • WhatsApp CORIPIL
CORIPIL

CORIPIL - COOPERATIVA RIZÍCOLA PITANGUEIRAS LTDA.
Av. Adrião Monteiro, 1466 - Capivari do Sul - RS - CEP 95.552-000
Fone: +55 (51) 3685-1177 - Cel.: +55 (51) 98151-7328
E-mail: coripil@coripil.com.br
CNPJ: 96.300.082/0001-69 - Insc. Est.: 433/0000058

SAC Coripil
  • LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • WhatsApp